segunda-feira, 19 de janeiro de 2009

Aqui, sou peregrino!

De: Milton Adones Vieira - escrita em meu posto de trabalho, às 3.40 hs da madrugada.

Neste caminho que estou a trilhar

Tal qual peregrino em terras distantes

Pisando em espinhos e às vezes a chorar

Persigo um destino traçado bem antes.

Sem olhar para trás, sob um sol causticante

No deserto da vida sigo eu caminhando

Só algo me faz contemplar logo adiante

O que de certo é a fé que já está germinando.

Não sei explicar, me falta argumento

Mas parece o vigor da perseverança

Se penso em voltar, do céu vem alento

Da prece, em fervor, eu cultivo a esperança.

E ao chegar no destino de um porto seguro

Que o Cristo Bendito me foi preparar

Com alma de menino e um coração puro

Soltarei meu grito só pra te adorar.

Não terei saudades nem meras lembranças

Dos desertos e dores que aqui suportei

Pois na eternidade, em bem-aventuranças

Por certo louvores a Deus cantarei. Louvado seja o Senhor para sempre, amém!

Amados, somos peregrinos aqui na terra, não vamos ficar aqui para sempre; temos uma Pátria Celeste que nos aguarda. AMÉM.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pela visita, deixe aqui seu comentário.